HARLEY-DAVIDSON DIVULGA POTÊNCIA, TORQUE E MAIS DADOS DA LIVEWIRE

HARLEY-DAVIDSON DIVULGA POTÊNCIA, TORQUE E MAIS DADOS DA LIVEWIRE

Primeira moto elétrica da fabricante conta com motor de 105 cv de potência e mais de 11 kgf.m de torque, além de sete modos de pilotagem

 Por Gabriel Carvalho  

A Harley-Davidson LiveWire, primeira moto elétrica da fabricante norte-americana, está prestes a ganhar as ruas, já que as primeiras unidades começam a ser entregues em agosto.

Entretanto, muitos dos detalhes técnicos do modelo ainda não haviam sido divulgados. Agora a espera acabou e até mesmo a potência do motor elétrico foi revelada - normalmente, a fabricante não divulga a potência dos motores movidos a gasolina, apenas o torque.

105 CV E MAIS DE 11 KGF.M DE TORQUE

O propulsor elétrico, chamado pela Harley de H-D Revelation, desenvolve 105 cv de potência máxima e torque de 11,83 kgf.m. Por ser um motor elétrico, o torque máximo está disponível de maneira imediata, bastando acionar o acelerador para utilizar a força oferecida pelo H-D Revelation.

HARLEY-DAVIDSON: VOCÊ ENCONTRA AQUI

Também não há marchas: é acelerar e pilotar a LiveWire, que vai de 0 a 100 km/h em apenas três segundos e 100 a 130 km/h em menos de dois segundos.

A bateria de alta voltagem de 15,5 kWh é chamada de RESS (ou Sistema de Armazenamento de Energia Recarregável). Quando o acelerador não está aberto - nas reduções ou frenagens - o motor se transforma em um gerador que leva energia de volta à RESS. A regeneração de energia pode ser regulada pelo piloto através de comandos.


Foto: Divulgação

Sendo assim, segundo os dados divulgados pela fabricante, a LiveWire tem autonomia de até 235 quilômetros na cidade e alcança quase 160 quilômetros quando o piloto percorre trajetos com trechos urbanos e rodoviários.

A LiveWire pode ser recarregada com o carregador de Nível 1 integrado à moto e que pode ser conectado em uma tomada padrão, seja ela de 110V ou 220V. No Nível 1, a moto recebe uma carga completa durante a noite - existe a possibilidade de conectar a LiveWire em uma estação de carga Nível 2, mas a taxa de carga será a de Nível 1.

Há a possibilidade, ainda, da carga rápida (DC Fast Charge). Através de conectores específicos, a LiveWire pode ser recarregada completamente (de 0 a 100%) em uma hora. Concessionárias da marca que vão vender o modelo terão pelo menos uma estação de carga rápida, de acordo com a Harley-Davidson.


Foto: Divulgação

ELETRÔNICA: SETE MODOS DE PILOTAGEM, CONTROLE DE TRAÇÃO E MAIS

A LiveWire é, sem dúvida, a moto com mais recursos eletrônicos lançada pela Harley-Davidson até o momento. Pela primeira vez, uma moto da marca é equipada com controle de tração.

O controle de tração da LiveWire não atua apenas com a moto em linha reta, mas também nas curvas. Além disso, o sistema também atua como antiwheelie, controlando a entrega de força para minimizar a tendência da roda dianteira deixar o solo nas acelerações. Ao desligar o controle de tração, a função antiwheelie também deixa de atuar.

A motocicleta também conta com freios ABS atuante em curvas e com um sistema chamado de Controle de Deslizamento de Torque de Arrasto, que gerencia o deslizamento da roda traseira e impede o bloqueio nas reduções. Tal recurso funciona em conjunto com o ABS e auxilia especialmente no trabalho do ABS na roda traseira, de acordo com as informações da fabricante.

Quanto aos modos de pilotagem, são sete: Road, Sport, Rain, Range (que define os parâmetros de modo a permitir a maior autonomia possível) e três customizáveis, que aparecem no painel como A, B e C. Cada modo pré-definido possui níveis específicos de potência, regeneração, resposta do acelerador e controle de tração.

PAINEL TFT TOUCHSCREEN E CONECTIVIDADE

O painel TFT de 4,3 polegadas conta com tela sensível ao toque que funciona desta forma quando a moto não está em movimento - durante a pilotagem, o motociclista pode controlar boa parte das opções de exibição através de controles no punho esquerdo.

Velocidade, faixa e status da bateria são informações fixas no painel. Exceto por essas informações, a tela pode ser personalizada pelo piloto e exibir informações como medidor de energia, modo de pilotagem ativo, funções disponíveis, entre outros elementos úteis ao proprietário da LiveWire.

A moto também conta com conexão Bluetooth e permite ao motociclista conectar um smartphone e um fone de ouvido sem fio. Com isso, o piloto pode receber chamadas, ouvir música ou as instruções de navegação fornecidas pelo aplicativo da fabricante.


Foto: Divulgação

O aplicativo da Harley-Davidson permitirá ao dono da LiveWire verificar o status da moto mesmo sem estar perto dela, bastando uma conexão à internet para ter acesso ao nível da bateria, autonomia e até mesmo a indicação do local no qual a moto está estacionada - alertando o dono caso a moto seja derrubada ou retirada do local em que foi deixada.

Tudo isso é possível porque a moto conta com uma nova tecnologia desenvolvida pela marca, chamada de H-D Connect, que entra em funcionamento nos Estados Unidos em setembro. Para o Brasil, o recurso estará disponível a partir dos modelos 2021.

Isso levou o MOTO.com.br a entrar em contato com a Harley-Davidson do Brasil para saber quando a LiveWire chega ao país. A fabricante respondeu dizendo que ainda não há previsão de vinda da primeira moto elétrica da marca para o território brasileiro.

Nos Estados Unidos, como anunciado anteirormente, a Harley-Davidson LiveWire tem preço sugerido de US$ 29.799, o equivalente a R$ 111.400 em conversão direta.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br